30 de maio de 2009

Nova York: você conhece


Você nunca foi a Nova York? Os próximos textos que publicaremos aqui no Ideia Guia são feitos pra você. São feitos pra ajudar o turista de primeira viagem à capital do mundo.

Mesmo que você ainda não tenha ido a Nova York, certamente você conhece inúmeros pontos turísticos daquela cidade. Em Nova York, tem a Estátua da Liberdade, o Empire State e o Central Park.

É lá também que ficam a Wall Street, a Ponte do Brooklin (e o próprio Brooklin) e o SoHo. Lá ficava o World Trade Center. Em Nova York, há muitos museus famosos, como o Metropolitam e o MoMA, além do Museu de História Natural.

Nova York é onde fica a Broadway e Times Square. Tem casas de jazz que fizeram história, como Birdland e a Blue Note. Tem a 5ª Avenida e todas as lojas mais famosas do mundo. Tem também Chinatown, Little Italy e uma porção de ruas dominadas (no bom sentido) por imigrantes de toda a parte do mundo, até do Brasil.

Você já deve ter ouvido falar também do Harlem, de Queens e do Bronx. De Manhattan nem se fala. É só já ter assistido a algum filme do Woody Allen.

Bom, Nova York tem isso e muitas outras coisas. Nós vamos tentar mostrar como conhecê-las em 10 dias. E não se esqueçam: esses textos são dedicados aos marinheiros de primeira viagem. Por isso, o foco é o bê-a-bá da Big Apple.

Have a nice trip!

26 de maio de 2009

A primeira vez a gente nunca esquece

O Ideia Guia apresenta nos próximos posts uma pequena série que pretende mostrar como um turista pode conhecer a cidade de Nova York pela primeira vez em uma viagem de 10 dias.

Passeios, dicas, restaurantes, transportes, shows, programação, hospedagem, compras e tudo mais que alguém que vá estrear na capital do mundo precisa saber.

Não percam!

24 de maio de 2009

De volta para o futuro...

O Ideia Guia voltou! E agora sem acento... Coisa de português mesmo.

Queremos retomar nosso guia de ideias tentando diversificar os assuntos, juntando, sempre que possível, uma ideia com outra, e, principalmente, buscando novos conhecimentos e um pouco de diversão.

Coincidentemente, esse 1º post de nosso retorno é o 100º post do Ideia Guia. Não podia haver, portanto, momento melhor pra voltar. Voltar pra seguir em frente!

Todos os leitores são, de novo, muito bem-vindos. Vamos nos esforçar ao máximo pra que esse espaço seja, novamente, muito bem frequentado.

O que muda, por enquanto, é que não nos ateremos a um tema específico. O que havia sido publicado até agora fica aqui embaixo para a posteridade, e para recordações e nostalgias futuras... No mais, vamos viajando por novas e boas ideias!

Viva as ideias que nos guiam!

Ideia Guia

8 de junho de 2008

Rio de la Plata

Imagem de satélite que permite localizar Montevidéu e Buenos Aires, duas importantes capitais do continente, em relação à bacia hidrográfica do Rio da Prata.

7 de junho de 2008

Fotos da América do Sul

O site South American Pictures traz um grande arquivo de imagens do continente, de diferentes épocas, desde o século XV até o presente. Trata-se do acervo de uma grande equipe formada por fotógrafos, consultores de viagens, montanhistas, cientistas, artistas e historiadores.

Os arquivos são organizados por países (Argentina, Chile, Bolívia e outros), por assunto (Império Inca), por coleções (O Etanol e a Amazônia, A Trilha de Che) e muitas outras classificações, como História, Arqueologia, História Natural e Meio Ambiente.

Há fotos belíssimas, como a que você vê abaixo, tirada no topo do Monte Aconcágua, o pico mais alto da América.

Clique-se!

22 de maio de 2008

Lugares para conhecer antes de morrer... na América do Sul

O best-seller “1000 lugares para conhecer antes de morrer”, da jornalista americana Patricia Schultz, apresenta inúmeros destinos turísticos divididos por continente. Dentre os lugares indicados pela autora estão templos, restaurantes, museus, fiordes, safáris e ilhas, além de eventos culturais e esportivos.

Na América do Sul, além de aproximadamente 20 destinos no Brasil, dos quais trataremos em outro momento, a autora indica lugares para conhecer na Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Uruguai e Venezuela.

Então, antes de morrer, não deixe de conhecer cada um desses destinos. Ou, se não der pra ir a todos, visite o Idéia Guia e conheça um pouco mais sobre alguns desses lugares.
Volta e meia passearemos por essas idéias...

Argentina
1) O Alvear Palace e o Cemitério da Recoleta (Buenos Aires)
2) La Cabaña Las Lilas (Buenos Aires)
3) Las Tanguerías de Buenos Aires
4) O Teatro Colón e o Gran Café Tortoni (Buenos Aires)
5) Estancia La Benquerencia (San Miguel Del Monte, Buenos Aires)
6) Estancia Los Alamos (Mendoza)
7) Estancias Quemquemtreu e Huechahue (San Martin de los Andes, Neuquen)
8) Bariloche (Rio Negro)
9) El Tren a las Nubes e a Estancia El Bordo de las Lanzas (Salta)

Chile
1) Os Caminhos do Vinho no Chile (Vale Central)
2) Ilha de Páscoa
3) Portillo
4) Navegando pelo Litoral Chileno (Puerto Montt, Patagônia)
5) Parque Nacional de Torres Del Paine (Patagônia)

Colômbia
1) Museu do Ouro (Bogotá)
2) Cartagena

Equador
1) Ilhas Galápagos
2) Sacha Lodge (Rio Napo)
3) Otavalo

Peru
1) Cuzco
2) As Linhas de Nazca (Nazca)
3) Lago Titicaca (Puno)
4) Amazônia Peruana (Bacia do Alto Amazonas)
5) Machu Picchu (Vale do Urubamba)

Uruguai - Punta Del Este

Venezuela - Salto Angel (Puerto Ordaz, Gran Sabana)

Por isso, arrume as malas e aventure-se por aí!

20 de maio de 2008

Buenos Aires Acidental


Buenos Aires é nossa vizinha mais conhecida na América do Sul. A maior parte dos turistas brasileiros faz viagens rápidas para a capital argentina. O roteiro é conhecido de muitos.

É claro que novos marinheiros de primeira viagem surgem a cada ano, ou a cada mês, e é, por isso, sempre importante estar atento às dicas de outros viajantes pela capital portenha.

Assim, indicamos as boas dicas dadas por essa Turista Acidental em recente viagem a Buenos. Há passeios tradicionais e outros menos freqüentados pela turma do chapeuzinho, camisa florida e câmera pendurada no pescoço. É só escolher as alternativas.

Boa viagem!

Aconcágua

Imagens espetaculares do Aconcágua, a montanha mais alta da América do Sul, com 6.962 metros de altitude.


Leia esta notícia sobre a montanha: "Aconcágua é confirmado teto das Américas".

18 de maio de 2008

Idéia Guia apresenta: América do Sul

A partir de hoje, o Idéia Guia vai dar atenção mais do que especial ao nosso continente. Vamos cuidar, durante os próximos meses, exclusivamente das idéias relacionadas à América do Sul.

Pessoas, lugares e coisas. Passado, presente e futuro. Não perca!


8 de março de 2008

Revistando - Himalaia e Deuses Hindus

Dessa vez, apresentamos a edição de janeiro 2008 da clássica National Geographic Brasil, que trouxe 2 reportagens de nosso atual interesse: "As Faces do Divino" e "Frio de Matar".

Na primeira, temos a história da arte indiana milenar de representar, através de pinturas clássicas e esculturas, em templos, cavernas e grutas, os deuses hindus e Buda, há séculos muito bem guardadas como merecem as verdadeiras obras de arte.

A segunda matéria apresenta o desafio extremo de um grupo de alpinistas poloneses que busca alcançar o cume das mais altas montanhas do Himalaia, como o Nanga Parbat, um dos 14 picos no mundo com mais de 8000 metros de altura. A diferença pras milhares de pessoas que já conseguiram o feito? Ao contrário de todos, eles preferem ir no inverno...

Arte, cultura, história e aventura. Divirtam-se!

24 de fevereiro de 2008

Revistando - Idéia Guia em revista

O mercado editorial de revistas é vasto. Há muitas publicações, de diferentes características, abordando os mais diversos assuntos sob variadas perspectivas.

O Idéia Guia indicará, vez por outra, a leitura de algumas reportagens de diferentes revistas, mostrando variadas impressões dos temas que tratamos por aqui.

Para estrear esta seção, recomendamos a matéria "No ar rarefeito", publicada na edição nº 184 da Revista "Os Caminhos da Terra" (Agosto/2007). Nela, o repórter José Ramalho descreve uma travessia de bicicleta entre o Tibet e o Nepal. Foram 17 dias de pedalada e 1100 quilômetros em elevadas altitudes.

Uma grande aventura e belas imagens!

Nota: Nem todas as reportagens indicadas estão disponíveis nos sites das Revistas.


23 de fevereiro de 2008

Mahatma, a Grande Alma

Em época de Oscar, o Idéia Guia indica a superprodução "Gandhi" (1983), ganhador de 9 estatuetas do maior prêmio do cinema, incluindo a de melhor filme.

Trata-se da história da vida de Mohandas Karamchand Gandhi, o grande herói da independência da Índia, que lutou pacificamente contra o imperialismo inglês. Suas idéias e a desobediência civil foram as maiores armas usadas por Gandhi na defesa de seu povo.

Para conhecer mais sobre esse homem, visite também o site Mahatma Gandhi, que apresenta sua biografia, bibliografia, links e fotos.

E curta o trailer do filme!


21 de fevereiro de 2008

Guia Visual da Índia, da Publifolha

Acaba de ser publicado o novo guia de viagens da Publifolha. E o novo destino é exatamente a Índia.


Reproduzimos, abaixo, o texto publicado no site "Folha Online" sobre essa novidade do mercado editorial de viagens e turismo:

"Das montanhas geladas do Himalaia, no Norte, às penínsulas do Sul, a Índia é uma das nações com maior diversidade cultural do mundo. Em suas fronteiras, 17 idiomas e centenas de dialetos promovem a comunicação entre etnias, crenças e estilos de vida, que ainda mantém uma aura de mistério fora dali. O país atrai visitantes para seus templos, túmulos e fortes seculares; artesanato produzido como há séculos; o burburinho e os aromas dos bazares; ou pelo vislumbre da beleza serena que se filtra desse caos.

O "Guia Visual da Índia", da Publifolha, explora todas as facetas do país e traz informações essenciais para os viajantes, com indicações parques nacionais, praias e palácios, além de sugestões de locais de compras, hotéis e restaurantes para todos os bolsos.

Ricamente ilustrado com mais de 2.400 fotos coloridas, o livro apresenta cada região do país de norte a sul, da capital Délhi, passando por Calcutá e Bombaim, até as Ilhas Andaman no sul. O guia também traz perspectivas, plantas ajudam a explorar locais importantes e as principais atrações.

Um dos pontos marcantes do país apresentado pelo livro é a ligação com as religiões e rituais, pois a Índia é o berço de quatro religiões importantes: hinduísmo, budismo, jainismo e siquismo. A publicação traz uma descrição detalhada de templos como Ahilyeshwar, Sri Omkar Mandhata e Siddhnath, além de explicar algumas mitologias relacionadas. O livro também mostra os principais festivais, feiras e eventos religiosos do país durante o ano todo.

O guia traz ainda um Manual de Sobrevivência que mostra como usar o transporte, o telefone e o correio, e ensina cuidados essenciais com a comida típica e prevenção de doenças tropicais.

A publicação faz parte da série "Guias Visuais", que exploram em detalhes as atrações imperdíveis de cada lugar. Abrangentes, fáceis de consultar, repletos de fotos e ilustrações, oferecem informações detalhadas para todas as etapas do passeio. A coleção conta ainda com volumes como "Nova Zelândia", "China" e "Jerusalém e a Terra Santa".


Autor: Dorling Kindersley
Editora: Publifolha
Páginas: 824
Quanto: R$ 105,00
Onde comprar: Nas principais livrarias, pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Publifolha."

Guie-se!

15 de fevereiro de 2008

Tibete, paraíso e inferno

Para ler a interessante matéria que há pouco tempo foi publicada na Revista Época, clique aqui.


Com a abertura da ferrovia Pequim–Lhasa, os chineses tomam as ruas da capital tibetana. A tradição milenar budista corre o risco de submergir nos valores da nova China

Fonte: Revista Época. Texto e Fotos: Haroldo Castro

6 de fevereiro de 2008

O Mosteiro de Rongbuk

A 4.980 metros de altitude está localizado o Rongphu Monastery (Rongbuk, para os ocidentais), última parada antes do Acampamento Base do Everest situado no Tibet, de onde partem os alpinistas que escalam a face norte da montanha mais alta do planeta, considerada mais técnica e difícil de ser escalada do que a face sul, a rota nepalesa ao topo do mundo.

O Mosteiro, parcialmente destruído pelos chineses desde a invasão do Tibete, foi recuperado pelos poucos monges budistas que lá ainda habitam. O local funciona também como hospedagem para turistas e alpinistas, e tem uma das mais belas vistas do Monte Everest, o Chomolangma ("Mãe do Universo"), como é conhecida a grande montanha pelos tibetanos.

Quer conhecer um pouco mais sobre a interessante história desse selo e sua relação com o Mosteiro de Rongbuk? Clique aqui.

Luz, câmera, ação! It's Bollywood!

Uma das atividades mais desenvolvidas na Índia é a indústria cinematográfica. Bollywood, como é conhecida a indústria do cinema hindi, sediada em Bombaim (atual Mumbai), é a maior produtora de filmes do mundo, superando o número de produções hollywoodianas.

Com muita música e dança, os filmes indianos são a maior forma de lazer para muitos milhões de espectadores desse país que tem o maior público cativo do planeta.

Para conhecer um pouco mais sobre Bollywood, visite os sites Bollywood.com, BollywoodWorld.com e Cinema da Índia.

6 de janeiro de 2008

Uma longa viagem... vai recomeçar!


O ano novo começou e o Idéia Guia voltou. Teremos muitas novidades em 2008. Novos destinos e a descoberta de diferentes idéias, uma após a outra. Depois das enquetes de 2007, esse ano optamos por continuar a construção de nosso guia de outra forma. Vamos viajar com um roteiro menos definido, sem a preocupação de eleger o próximo destino antecipadamente. Os ventos é que nos guiarão por um caminho ou outro, e até poderão levar-nos de volta a terras já visitadas.

Ano passado, começamos nossa viagem pela Nova Zelândia e, a partir de lá, aportamos em diferentes comunidades. Foi uma experiência e tanto!

Dessa vez, o ponto de partida será a região do globo onde se encontram a Índia, o Nepal e o Tibete, além de outros lugares tão distantes de nossas casas. O Budismo, o Hinduísmo, o Taj Mahal, o Himalaia, o Dalai Lama, o Rajastão, os Marajás, o Rio Ganges e o Everest são apenas algumas das idéias que vamos conhecer a partir de hoje.

Aqui, você já sabe: uma idéia puxa a outra e a gente nunca sabe ao certo onde e quando vai terminar. Sejam novamente bem-vindos! A viagem vai recomeçar!

Bons ventos!

29 de dezembro de 2007

Idéia Guia 2008 - uma nova idéia!

O seu guia de idéias está de volta!
Pode começar a contagem regressiva!
No ano novo, idéias novas!
Feliz Idéia Guia!

24 de dezembro de 2007

O Natal do Kindjim, por Eduardo Dubó

Há exatos mil anos, no dia 24 de dezembro de 1.007, numa longínqua aldeia de camponeses, em um povoado de localização imprecisa, aconteceu algo inesquecível na vida de uma das famílias que ali viviam. Nasceu Kindjim.

Naquela vila, vivia-se muito bem. De manhã, pescaria. À tarde, cuidavam dos animais e do pasto. À noite, danças e canções. A vida era calma, exceto pelo fato de que, durante três meses, dedicavam-se a uma longa e desgastante caminhada, rumo ao centro comercial mais desenvolvido da região, onde vendiam a produção de suas pastagens e adquiriam produtos necessários a sua sobrevivência, os quais deveriam durar até a jornada do ano seguinte.

O nascimento de Kindjim transformou a vida de todos que viviam naquela região. Havia mais de duas décadas nenhuma criança nascia naquelas bandas. Por alguma razão inexplicável, talvez mero capricho dos deuses, aquele povo não fazia sucessores. Os mais velhos começavam a adoecer e a morrer, e os mais novos já deixavam de ser jovens. Parecia ser o fim daquele povo. Sem novas crianças, a extinção era questão de tempo. Pouco tempo. A sina daquelas famílias era doída, quase uma morte lenta.

Por isso Kindjim mudou os rumos de sua gente. Com seu nascimento, recuperou-se a esperança de que outras crianças nascessem e ocupassem o lugar de seus pais e avós. O próprio Kindjim poderia vir a ter filhos e seu povo, assim, voltaria a crescer.

A alegria voltou àquele povoado. Mais do que isso, o nascimento de Kindjim foi o renascimento de seu povo. Kindjim transformou-se em símbolo de esperança de vida daquela gente, de perpetuação de sua cultura, de seus costumes, de suas histórias.

Muitas outras crianças nasceram naquela aldeia desde então. E, por outra razão igualmente inexplicável, todo ano, há mil anos, no mesmo dia 24 de dezembro, desde o nascimento de Kindjim, nasce ali um menino ou uma menina, todos de nome Kindjim, portadores de mais esperança e vida para sua gente.

Hoje, numa longínqua aldeia de camponeses, em um povoado de localização imprecisa, aconteceu algo inesquecível na vida de uma das famílias que ali vivem. Nasceu Kindjim. É Natal!

Feliz Natal! Feliz Ano Novo!

(a história de Kindjim é baseada em fatos reais da imaginação do autor)

22 de outubro de 2007

Por enquanto é só, pessoal!

Durante quase 3 meses, foi um grande prazer dar início, aqui nesse espaço, ao Idéia Guia, um guia de viagens diferente.

Não conhecemos apenas lugares, mas também personagens, coisas, histórias, atividades, experiências. Enfim, descobrimos idéias diversas, e cada uma dessas descobertas nos mostrou novos destinos.

O Idéia Guia cumpriu seu objetivo inicial, que era o de apresentar, sob diversas perspectivas, como podemos "viajar" pelo mundo das idéias. Mas nosso projeto é maior do que esse blog. Aqui, pretendíamos iniciar uma experiência que, para nós, foi muito bem sucedida. Agora é preciso fazer um recuo estratégico para que o Idéia Guia volte ainda melhor.

Nosso trabalho continua, um pouco mais nos bastidores, para que, muito em breve, o verdadeiro Idéia Guia possa, finalmente, sair do mundo das idéias. Nosso site, esse espaço aqui na Internet, também continua, não mais como vinha sendo construído, através das enquetes e das sucessivas "viagens", mas através de outras publicações sobre o futuro do Idéia Guia, ou ainda sobre cada uma das mais de 200 idéias (vejam nossos marcadores) que foram tratadas por aqui até hoje, inclusive aquelas que não se saíram vitoriosas nas votações.

Enquanto isso, vocês, nossos queridos leitores, podem, utilizando nosso sistema de busca e nossos marcadores, fazer uma retrospectiva do que rolou nesse período em que estiveram ligados aqui. Assistam aos vídeos, releiam os textos, visitem os links, descubram diferentes caminhos pelas inúmeras trilhas de conhecimento que desbravamos aqui. Inspirem-se em nossas idéias e descubram outras em suas próprias viagens!

Deixamos aqui um especial agradecimento a todos que acompanharam o nascimento e o desenvolvimento dessa primeira fase do Idéia Guia. Vocês foram muito importantes para que o nosso projeto ganhasse vida própria e agora possa continuar crescendo em direção a outros horizontes. A participação dos leitores nas enquetes foi o que nos fez seguir aquele trajeto de idéias, e isso foi, sem dúvida, o que rolou de mais legal por aqui.

Quanto ao que deveria ser a nossa próxima idéia guia, vencedora da última enquete realizada, os Mistérios, este será o único post a tratar do assunto. Afinal, quer mistério maior do que saber o que acontecerá com o Idéia Guia?

Para continuarmos essa aventura pelo mundo das idéias, indique o nosso Idéia Guia aos seus amigos, envie um email pra gente sugerindo novas idéias ou dizendo como você imagina que possa ficar o Idéia Guia, entre em nossa comunidade no orkut, cadastre-se em nosso Grupo, e assine nosso feed para não perder as próximas novidades.

Não se trata de despedida, mas apenas de um "Voltamos Já", porque nossa viagem está apenas começando...

That's all, folks!


15 de outubro de 2007

Fala sério!

Nos desenhos, como nos filmes em geral, atividade das mais importantes é a dos profissionais que emprestam as famosas vozes em português aos diversos personagens animados. Homer Simpson, Salsicha, Scooby, Bob Esponja, Popeye e Fred Flintsone são alguns dos heróis da animação que têm as vozes mais marcantes da TV nacional.

No vídeo abaixo, tente entender como funciona o difícil processo de colocação das vozes brasileiras nos nossos amiguinhos! Ah! E não deixe de assistir à divertida entrevista de Orlando Drummond, o dono da voz do Popeye e do Scooby Dooby Doo.

Crianças eruditas

A animação dos desenhos é freqüentemente sincronizada com músicas que transformam completamente o desenrolar das histórias. Nos desenhos animados, a música erudita e o jazz são muito utilizados como trilha sonora, o que, evidentemente, enriquece cultural e musicalmente todos os seus espectadores.

Por exemplo: qual criança não apreciou Chopin sem fazer a mais vaga idéia de quem foi o compositor? Duvida? Então ouça a música a seguir:

12 de outubro de 2007

Making of

Um desenho animado não é das coisas mais fáceis de se fazer. A produção de um filme envolve inúmeras atividades e o trabalho de diversos profissionais com as mais diferentes qualificações. O documentário a seguir mostra como os filmes de Walt Disney eram feitos no início da trajetória dessa fantástica empresa, verdadeira máquina de fabricar sonhos.

Sobre o dono dessa maravilhosa fábica, falamos depois...

11 de outubro de 2007

Hong Kong Fu

Um dos desenhos mais legais criados pela dupla Hanna-Barbera foi o Hong Kong Phooey, no Brasil conhecido como Hong Kong Fu. O herói trapalhão que derrotava os vilões e bandidos de maneiras pouco ortodoxas e não muitos heróicas foi sucesso mundial, apesar de terem sido criados apenas 16 episódios dessa série. Outra curiosidade interessante é a de que o dublador do personagem Penry, o humilde faxineiro que se transformava no super-herói do filme, era Orlando Drummond, muito conhecido pelas dublagens de Popeye, Scooby Doo, Alf, entre outros.

Assista à abertura do histórico desenho.

9 de outubro de 2007

Animação para as crianças

Na idéia guia anterior, uma das fortes características do trabalho de Frida Kahlo era o colorido que a pintora dava a suas obras. Por causa disso, achamos que pintura e cores puxavam idéias relacionadas aos desenhos. Assim, em nossa enquete passada, as alternativas foram as Charges e Caricaturas, os Desenhos Animados e as Histórias em Quadrinhos.

Pois foi uma verdadeira lavada. Com 75% dos votos, os Desenhos Animados foram escolhidos como a nossa próxima idéia guia. Na semana do Dia das Crianças, essa idéia se encaixou como uma luva. Durante toda a semana vamos viajar no maravilhoso mundo da animação. Há muitos destinos nessa trip.

E já que estamos na semana da criança, podem votar na nova enquete. Qual deve ser a nossa próxima idéia guia? Brincadeiras, Heróis ou Mistérios? Escolha nosso próximo destino!

Resgate sua infância! Seja mais criança! Divirta-se! A semana é sua!

A seguir, uma singela homenagem à dupla Hanna-Barbera, grandes craques da animação, que marcaram a vida de crianças no mundo inteiro...



8 de outubro de 2007

A Frida como ela era

Nos 2 vídeos a seguir, encerramos nossa idéia guia da vez, sem muitas palavras, mas com imagens marcantes da artista, reais e de ficção.

Neles se encontram facilmente sua expressão marcante, sua pesonalidade, sua luta contra a dor e seu amor em todas as formas, que definem, com clareza, quem foi essa mulher.

É a Frida como ela era.

Até a próxima idéia!




O retrato da artista

O sofrimento de Frida ao longo de seus 47 anos de vida é o elemento marcante de sua existência, fator decisivo para a expressão de sua arte. Frida teve poliomielite na infância, sofreu um grave acidente que quase a matou, além de ter limitado seus movimentos durante muitos anos, e viveu uma relação amorosa muito conturbada com seu marido.

Tudo isso transformou a Frida Perna de Pau, como era cruelmente chamada por seus amigos na infância por causa da polio, na grande artista, mexicana e comunista, até hoje reverenciada como uma grande guerreira, amante e contestadora.

Nesse site muito interessante, pode-se conhecer algumas de suas obras sob a perpectiva médica de todo o seu sofrimento. Vale muito a visita. Um típico exercício daquilo que sempre propomos aqui no Idéia Guia. Dessa vez, medicina e arte conjugam-se possibilitando novas viagens e mais uma maneira de conhecer uma idéia.

Para conhecer melhor a biografia de Frida Kahlo, conheça os livros sobre a vida e a obra de nossa homenageada, linkados em cada uma das imagens dessa matéria. Boa leitura.

Ou assista ao original vídeo a seguir:

O amante e o mentor

O mais importante personagem da história da vida de Frida foi seu marido e mentor, o também pintor e artista mexicano Diego Rivera.

A conturbada história vivida por Kahlo e Rivera foi marcante na vida dos dois, tendo gerado os momentos de maior alegria e tristeza de ambos. Os eventos mais marcantes envolvendo o amor, a traição, o sucesso, e a morte, são retratados no filme Frida, registro biográfico da pintora.

Conheça o site dos murais de Rivera, importante obra do artista realizada no City College of San Francisco. E assista ao vídeo que mostra muitas de suas obras.

7 de outubro de 2007

A família e a casa azul

Conheça o site oficial de Frida Kahlo que, para comemorar os 100 anos de seu nascimento, apresenta, com muita qualidade, sua história, a galeria de suas obras, fotos de coleções privadas, produtos licenciados com a marca Frida Kahlo, livros, notícias de exposições e outras atividades, e tudo mais que diga respeito à artista.

O site pertence a Frida Kahlo Corporation, empresa que detém os direitos sobre a exploração do nome e da imagem de Frida Kahlo, além de muitas de suas obras. A empresa foi fundada por familiares de Frida, com o objetivo de preservar sua memória, controlando a qualidade de quaisquer trabalhos que explorem a vida e a obra da pintora, em todo o mundo.

Trata-se de verdadeiro instrumento de proteção de direitos autorais, tema de grande discussão no mundo inteiro, principalmente em matéria de arte e cultura. Um dia o Idéia Guia cuidará desse assunto.

Conheça também a Casa Azul, o Museu Frida Kahlo, localizado na Cidade do México.


5 de outubro de 2007

Frida, mulher de verdade

Damos início a mais uma viagem ao mundo das idéias. Dessa vez, nosso destino é conhecer a vida de uma grande personagem da pintura e da história mexicana.

Quando colocamos no ar nossa última enquete, a idéia anterior, América Central, nos remeteu a três grandes personagens desse continente: Bob Marley, Fidel Castro e Frida Kahlo. Fosse esse um desafio na vida real, não seria muito difícil imaginar que Frida acabaria vencendo seus outros 2 concorrentes. Se você duvida disso é porque talvez não conheça a história dessa mulher.

Por isso, o Idéia Guia apresenta a todos a vida de Frida Kahlo. Por enquanto, conheça algumas de suas obras. E não deixe de se aprofundar nessa idéia. Você vai se apaixonar por essa mulher.


O mar, os ventos e o ritmo caribenho

O Caribe é conhecido por seu mar, suas praias, sua música e ... seus furacões!

Por isso, assistam aos próximos 3 vídeos sobre: (i) o Caribe Colombiano, sensação turística do momento; (ii) o Furacão Wilma, que quase riscou do mapa o balneário mexicano de Cancún, e (iii) a música de Oscar de Leon, um dos mais famosos artistas do ritmo caribenho.



30 de setembro de 2007

Qual Caribe?

Quer fazer um cruzeiro pelo Caribe?

Mas você quer conhecer o Caribe inteiro? Você sabe o que é o Caribe? Sabe quantas ilhas formam o Caribe? Quantas são países independentes? Quantas são territórios e colônias de outros países? Será tudo a mesma coisa?

Não é fácil conhecer tudo que diga respeito ao Caribe, exatamente porque ele é formado por diferentes países independentes, como, por exemplo, Cuba, Jamaica, Haiti e República Dominicana, além de territórios e colônias de outros países, como as Ilhas Cayman, Aruba e a Martinica.

Portanto, quando for falar sobre sua próxima viagem ao Caribe, descubra antes quem é quem, ok?

Conheça os outros países e territórios caribenhos, visitando a Wikipedia e o World Atlas.

O Triângulo das Bermudas

Conheça mais sobre esse mistério!


Maravilha do Mundo

A cidade arqueológica de Chichen Itzá, localizada na Península de Yucatán, México, foi eleita, em julho de 2007, como uma das 7 novas maravilhas do mundo. Trata-se de herança da cultura maia, erguida como centro político e econômico em período anterior ao ano 800 d.C.

Uma das mais visitadas construções em Chichen Itzá é a pirâmide de Kukulcán. Nos equinócios de primavera e outono, a pirâmide transforma-se em grande atração turística, devido ao efeito que a luz do sol produz nas paredes externas da pirâmide, formando uma serpente. Por essa e outras obras, o povo maia foi considerado extremamente avançado, principalmente em matéria relacionada aos astros.

Para saber mais sobre a cultura maia, visite o site do escritor aventureiro Airton Ortiz.

29 de setembro de 2007

O homem de alma cubana

Na edição deste mês da Revista "Aventuras na História", há uma interessante matéria sobre os momentos finais de Ernesto "Che" Guevara, argentino, de alma cubana, revolucionário que, ao lado de Fidel Castro, foi um dos mais importantes personagens da Revolução Cubana que, em 1959, derrotou o governo de Fulgêncio Batista, instituindo o regime até hoje vigente.

Em outubro, completam-se 40 anos da morte de Che. Vale a pena visitar a História. Imparcialmente, de preferência...

Os carros, as cores e a música da ilha

Na ilha de Cuba, ainda se encontram raridades sobre 4 rodas, como as que vemos no vídeo a seguir, ao som de Chan Chan, sucesso de Buena Vista Social Club, clássico documentário sobre a música cubana.

O Canal do Panamá

A construção do Canal do Panamá é um dos maiores feitos da engenharia do século XX. Concluída em 1914, a obra que ligou os oceanos Atlântico e Pacífico através da América Central tem uma longa história de tentativas e desistências até sua bem sucedida inauguração.

Sua história envolveu diversos interesses econômicos, políticos e territoriais, tendo como principais atores a Inglaterra, a França e os Estados Unidos, além do próprio Panamá e da Colômbia, de quem o primeiro conseguiu sua independência com forte ajuda norte-americana, em troca da construção e administração do canal, só devolvida ao Panamá em 1999.

O mais interessante sobre o Canal é o seu funcionamento, dado que o nível das águas oceânicas não é o mesmo do interior continental americano. Assim, um sistema de comportas e eclusas eleva os navios em sua entrada do oceano até o nível do Lago Gatún - 26 metros acima do nível do mar - e realiza a operação inversa na saída dos navios de volta para o outro oceano.

Apresentamos, a seguir, vídeo que retrata bem o funcionamento do Canal do Panamá:




Assista também a esse outro interessante vídeo, gravado a partir das câmeras instaladas em um navio que realizou a travessia do Canal do Panamá.

Pensando em nadar nos 2 oceanos? Atravesse o canal e... boas braçadas!


28 de setembro de 2007

Viajando pela América Central

Vale muito a pena conhecer o blog de Simone Rodrigues e Ricardo Viana, o Viagem América Central, que relata a experiência desses 2 brasileiros por 8 países durante 30 dias. A aventura se passou no Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, Guatemala, Belize, México e Cuba.

O conteúdo do site é muito bom. Há basicamente 2 seções: "... (cada país) em números", e "viajando por ... (cada país)". Na primeira seção, conteúdo de conhecimento geral sobre cada país visitado, e, na segunda, a experiência realmente vivida pelo casal em cada um dos lugares.

Os relatos foram publicados recentemente - em julho/2007 - e, por isso, a história dessa aventura é mais do que atual! Lá se encontram muitas informações e, mais do que isso, a prova de que dá pra fazer uma belíssima viagem pela América Central, conhecendo muitos lugares, em 30 dias!

Parabéns aos blogueiros aventureiros e... boa viagem a todos!

(foto: extraída do site indicado neste post)

25 de setembro de 2007

América Central e Caribe


Começa aqui nossa viagem pela América Central e Caribe, idéia que superou (58%) as outras duas Américas, a do norte e a do sul.

Nos próximos posts, vamos conhecer esse pedaço do continente americano formado por diversos países e ilhas paradisíacas. Apesar do México, oficialmente, fazer parte da América do Norte, vamos considerá-lo como a nação líder da América Central e cuidar também das coisas mexicanas.

A idéia é percorrer o misterioso Triângulo das Bermudas, atravessar a rota dos furacões, visitar a herança milenar da civilização maia, mergulhar na cultura das ilhas caribenhas, cruzar o Canal do Panamá, e descobrir muito mais sobre cada um desses nossos vizinhos e as belezas de suas terras e mares.

Para o alto (do mapa)... e avante!

Prepare-se para mais uma jornada assistindo a algumas belas imagens desses fantásticos países!


23 de setembro de 2007

O mestre dos mares

Não poderíamos encerrar nossa viagem pelos mares do mundo sem homenagear essa figura polêmica, precursora, visionária e heróica em tudo que fazia, o grande mestre dos mares, o capitão, cineasta e oceanógrafo Jacques-Yves Cousteau.

Cousteau escreveu inúmeros livros, filmou muitos documentários e liderou longas expedições pelos mares do planeta, a bordo de seu navio Calypso. Faturou 3 oscars ao longo de sua vida, incluindo o mais famoso, pela obra "O Mundo Silencioso", em 1956.

Não deixe de assistir às histórias documentadas de algumas de suas expedições, incluindo uma pela Amazônia brasileira, além de outros vídeos da Cousteau Society. E visite também o site oficial de Jacques Cousteau.

Fiquem com Cousteau e sua viagem ao fim do mundo!


O mar da morte

Nem sempre o mar é sinônimo de vida. Sua fúria, causada por fenômenos climáticos ou geológicos, pode ser fatal. Mostra disso foi o que ocorreu um dia depois do natal de 2004: um grande tsunami, atingindo a Indonésia e diversos países da Ásia e até da África.

A invasão do mar sem aviso prévio provocou dezenas de milhares de mortes e estragos que até hoje não foram reparados.

Entenda um pouco mais sobre os tsunamis, conhecendo os maiores desatres da história, a catástrofe na Ásia, e porque, volta e meia, uma dessas ondas gigantes aparecem nas praias do mundo inteiro, visitando esse site. Ou assistindo ao vídeo a seguir.


21 de setembro de 2007

Perambulando em cliques - Mar

O mar determinou a vida na Terra, inundou todos os grandes vales do planeta, formou-se em oceanos, desceu e subiu os continentes, abrigou inúmeras formas de vida, afundou navios, custodiou tesouros, aqueceu e esfriou o clima, congelou territórios, invadiu países, revelou riquezas, embelezou paisagens, tomou conta de 3/4 do Globo.

O mar é tema que pode ser abordado sob muitas e diferentes idéias: esportes, história, geografia, biologia, aventura, ciência, turismo, geologia, navegação, vida marinha, gastronomia, literatura, meio ambiente, fotografia. O mar somos nós. A imensidão do mundo marítimo nos faz viajar por todas essas idéias.

Por isso, o Idéia Guia propõe uma verdadeiro mergulho até 20.000 léguas submarinas, em busca de tesouros de conhecimento sobre o mar...

Nas profundezas dessa idéia, podemos viajar à Grande Barreira de Corais, na Austrália, ao Projeto Tamar, às Ilhas Galápagos, ao mundo da Biologia Marinha, da Oceanografia, e das Grandes Navegações.

Também no mar se pode praticar os esportes de prancha: o bodyboard, o kitesurf, o skimboard, o surf, o wakeboard e o windsurf. Além das diversas modalidades de mergulho.

Muito interessante ainda é conhecer a história de grandes naufrágios, a atuação dos piratas e a busca interminável por tesouros perdidos, como o do Galeão Santa Rosa.

Isso sem falar nas ilhas paradisíacas, nos saborosos frutos do mar, nas incríveis lendas marinhas e em todos os grandes aventureiros que fizeram do mar a extensão de suas casas.

Enfim, são idéias! Para que você possa dar início a uma grande aventura pelos oceanos...
Mar à vista!

Surfando nas alturas

Pra quem acha que o Kitesurf é um esporte praticado apenas no mar...

A cidade e o mar

O mar e a cidade Rio de Janeiro têm profundos laços de cumplicidade. Um não vive sem o outro. A cidade não seria a mesma sem o mar de Copacabana. E o mar não teria sua princesinha não fosse a cidade do Rio de Janeiro.

Existem muitos passeios pelo mar do Rio, pelos quais podem ser conhecidos diversos pontos turísticos da cidade, vistos por outras perspectivas. O Corcovado, o Pão de Açúcar, toda a orla carioca, o centro da cidade, alguns de seus fortes, o Hotel Copaabana Palace, o Aterro do Flamengo. Todos vistos por outro ângulo, do mar para a cidade.

Grande parte desses passeios termina no Arquipélago das Cagarras, um conjunto de ilhas localizado a aproximadamente 5km da praia de Ipanema, onde se encontram ainda muitas aves, peixes e vegetação de Mata Atlântica. Um bom local de mergulho para os cariocas e turistas adeptos desse esporte.

A idéia é a de que você possa, num único passeio, navegar, mergulhar, aprender história, geografia e biologia, fazer turismo e divertir-se muito. Tudo de uma vez só! A típica idéia guia.

Então, siga para a Marina da Glória e... boa diversão!


Mergulhar é preciso!


Não há ar. Mas há vida.
Não há luz. Mas há cores.
Não há sabor. Mas há sal.
Não há ruas. Mas há direção.
Não há praças. Mas há diversão.
Não há tempo. Mas há demora.
Não há chuva. Mas há água.
Não há fogo. Mas há calor.
Não há céu. Mas há estrelas.
Não há crianças. Mas há bolhinhas.
Não há mulheres. Mas há sereias.
Não há som. Mas há silêncio ensurdecedor.
Não há o que temer. Mas dá medo.
Não há como negar. É o fundo do mar!

Texto de autoria de Eduardo Dubó, por ocasião de seu primeiro mergulho autônomo, em Arraial do Cabo/RJ (abril/2004). Foto tirada em mergulho realizado em Fernando de Noronha/PE (novembro/2004).